quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Especial Super Nintendo 20 anos : Os Grandes Jogos de Plataforma !


E nosso amado Snes faz 20 anos ! Parece que foi ontem que a Nintendo chegou atrasada na era dos 16 bits, mas como fazia antes como ninguém, chegou com o pé na porta !

Chegou devagarinho com apenas 2 jogos, mas rapidamente mostrou que a velocidade do Mega Drive não seria páreo para seu poderosíssimo hardware e sua invejável parceria com as maiores produtoras da época, que expandiram sua biblioteca de game para níveis inimagináveis no quesito qualidade e diversão, uma biblioteca invejada até nos dias de hoje e nunca igualada nem mesmo pela própria Nintendo.



E a melhor maneira de celebrar essa data é falar sobre grandes jogos do console, começando pelos jogos de plataforma, categoria soberana do Snes. Não me limitei a fazer um top, pois cada jogo marca de uma maneira diferente dentro de seu gênero, preferindo falar assim daqueles que marcaram dentro de suas respectivas modalidades, conseguindo romper a barreira do tempo e serem recordados aaté hoje para quem teve o prazer de experimentá-los há tanto tempo.

A única limitação imposta será de que franquias serão representadas pelo exemplar que mais marcou em seu estilo, e não citarei jogos que não joguei. Então, push start e vamos lá !


                                                               PLATAFORMA, AÇÃO/AVENTURA





Logicamente que as grandes franquias do Nes migrariam para a nova máquina da Nintendo, e
Super Castlevania IV deu continuidade à saga do clã Belmont contra as forças de Drácula !






O jogo é maravilhoso do início ao fim, e a Konami praticamente esfregou na cara da concorrente tudo que o Snes era capaz, fazendo uso de praticamente todos os efeitos da máquina, como o famigerado mode 7, além de criar uma obra perfeita em todos os quesitos : gráficos, jogabilidade, músicas lindíssimas, tornando este jogo um participante certo em qualquer lista de melhores jogos não só do Snes, mas de todos os tempos !






O clássico Megaman, da Capcom, veio repaginado em uma nova franquia com um teor um pouco mais adulto, Megaman X, se estendendo por 3 jogos no Snes e continuando nas gerações posteriores.








O jogo foi uma evolução brilhante da série clássica, com gráficos mais sóbrios e belos, trilha sonora destruidora (Storm Eagle !!!), a dificuldade clássica aliada à jogabilidade perfeita, e novos personagens que aujdaram a tornar o que já era excelente na própria perfeição dos jogos de plataforma.








Mais tarde, a própria série clássica aportou no Snes na forma do magnífico Megaman 7 !








O carisma e o visual "fofinho" do Snes foram elevados à enésima potência com o uso de todos o poder do Snes e sua impressionante paleta de cores.
O resto é simplesmente o que de há melhor nos jogos de 8 bits condensados  nesta grande obra, que adicionou os elementos de exploração da série X tornando a jogabilidade mais apaixonante ainda !








 E a Capcom ataca de novo com Super Ghouls'n Ghosts! Na onda de trazer os maiores hits para o Snes, logicamente uma releitura deste clássico não ia faltar.








  O jogo segue à risca a fórmula dos seus antecessores, principalmente no quesito dificuldade, pois o negócio é de arrancar os cabelos ! Claro que tudo embalado em gráficos, jogabilidade e sons maravilhosos!Aliás, alguém me responde  por que a série foi tão abandonada ????






 The Adventures of Batman & Robin - Já falei deste aqui antes e repito : é sem dúvida a melhor aventura dos homem-morcego nos videogames até o lançamento de Arkhan Asylum, e isto na geração atual !









 Baseado na clássica série de tv dos anos 90, o jogo passa com exatidão o clima do desenho, emulado através dos lindos gráficos, a trilha sonora mais que perfeita e uma jogabilidade digna do padrão Konami!









Contra 3 - The Alien Wars - Outro que veio pra ajudar no ataque inicial do Snes, continuou com a tradição da série e ampliou ainda mais o leque !








  Mantendo a ótima jogabilidade, e dando uma pequena freada no dificuldade assassina ( só um pouco...) o jogo é uma pérola da ação, daqueles que a adrenalina só baixa após o final da aventura. E assim como Castlevania 4,pega todos os efeitos que o Snes pode gerar e joga na cara do jogador, que só pode se render a este clássico e ser feliz por isso !








 X-Men : Mutant Apocalipse - O grupo de heróis vinha de uma carreira de jogos que iam do ruim ao medíocre até o lançamento deste petardo pelas mãos da, adivinhem... Capcom !






Na época o arcade lançado pela empresa encantava o mundo com sua jogabilidade inovadora e seus gráficos maravilhosos, e ciente das capacidades do |Snes, optou por lançar este misto de ação/plataforma, que captou perfeitamente o clima dos quadrinhos de forma perfeita. Gráficos e jogabilidade variados e logicamente perfeitos, e uma trilha sonora que gruda na cabeça por muito tempo !









Alien 3 - Na onda do lançamento do filme, como de costume, vários jogos baseados nele foram lançados para os mais variados sistemas, mas o Snes mais uma vez chutou o pau da barraca !






 Mais do que um simples jogo de ação, o jogo obriga o jogador a ter a estratégia de usar o ambiente à seu favor, seja procurando rotas mais adequadas, seja na localização de ítens para ajudar no combate aos malditos monstros ! Emocionante e muito bonito, um dos melhores jogos do console! E o mais inacreditável é que o jogo é da nefasta LJN, possivelmente a pior produtora de jogos que eu conheço..







Demons Crest - Terceiro volume da série iniciada no Game Boy, o jogo continua a saga de Firebrand, inimigo clássico de Ghost'n'Goblins contando com o alto poder de fogo do Snes.






  O jogo troca a dificuldade cabeluda da série original por elementos de exploração, na conquista de formas para o "gargoyle", possibilitanto assim a exploração de caminhos  no estilo Metroid, e na obtenção de muitos e muitos ítens escondidos, essenciais não só para a aventura, mas para a própria conclusão da mesma, ou seja, se quiser ver 100% das fases, terás de ralar, caro leitor !!! Mas com a certeza de uma ótima recompensa !








Super Empire Strikes Back - Depois de amargar joguinhos bem meia-boca nas gerações passadas, a Lucas Arts aproveitou todos os recursos do Snes para finalmente trazer uma ótima adaptação de sua saga cinematográfica, sendo que este 2º capítulo se destaca um pouco mais dentro da trilogia.






Gráficos e sons maravilhosos, chefes monumentais, a novidade no uso da força, e belas cutscenes narrando a dramática história, tudo isso tornou esse título um destaque dentro de sua já perfeita série, além de uma dificuldade que insiste em querer levar o jogador para o lado negro da força a todo instante.
Maravilhoso !!!!









Donkey kong Country - Um marco do Snes, uma série antológica que acabou mostrando de vez qual era o melhor console da época.




  A Rare criou um mundo fantástico com gráficos antes nunca vistos, algo realmente revolucionário, e embalou esta aventura que, analisando friamente, não tem nada de revolucionário em sua jogabiliade, mas é tudo tão bem feito e divertido, que é impossivle não se encantar com essa aventura que marcou pra sempre a história dos videogames.
O jogo ainda rendeu mais duas continuações, mas este ganha pelo carisma sem igual dos protagonistas, que foram mudando atavés da série.




Super Metroid - O que falar de Metroid que já não foi falado antes ? Praticamente impossível.
O que o jogo fez foi simplesmente pegar o mundo criado na era 8 bits e expandir em uma direção onde o céu era o limite, onde ficávamos maravilhados com todas as possiblidades que iam se abrindo na nossa frente.







Um Jogo inesquecível, uma aula de criatividade raramente encontrada hoje em dia com uma gama de recursos tão grande nos consoles. Só que viveu na época sabe do impacto da frase " The last Metroid is captive. The galaxy is at peace " saindo em uma som límpido das caixas da tv ao iniciarmos esta pérola. Perfeição é pouco.






Super Mario World - praticamente tudo que leva o nome Mario é sinonimo de sucesso no mundo dos games,e este não foi diferente.

Sendo uma espécie de "marco zero" do Snes, o jogo foi mais que um simples cartão de visitas da Nintendo, pegando o carisma sem igual dos revolucionários jogos de Nintendinho e dando apenas uma palhinha do impressionante poder desta máquina que ainda iria encantar os jogadores por muitas e muitas vezes.


E esta "palhinha" foi mais do que suficiente para manter jogadores grudados na frente da tv por dias e dias, na tentativa de desbravar o imenso novo mundo que se apresentava.

Com direito a um dinossauro de montaria...









E estes são na minha opinião, os jogos de ação/plataforma que mais marcaram no Snes. Ficaram muitos de fora, mas por uma coisinha ou outra não subiram ao panteão, ficando um pouquinho abaixo. Mas claro que existem muitas obras maravilhosas que sempre serão lembradas.


Na próxima parte, os jogos de luta e os beat'n'ups! Todo mundo pra trás, porque o pau vai comer aqui !

15 comentários:

  1. brigado, Guilherme, volte sempre !

    ResponderExcluir
  2. Bond, a lista está ótima!
    Sugiro um novo post com outra modalidade, como games de luta por exemplo. Explore bem a diversidade do SNES nessas matérias e o resultado será bem satisfatório.

    ResponderExcluir
  3. Grande matéria BOND. Concordo com o que você falou sobre Super Metroid, o céu era o limite. Quem jogou os outros dois primeiros, se arrepiou com tantas possibilidas e a exploração absurda que o jogo trazia.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Adriel : com a certeza, a próxima será sobre os beat'n'ups e jogos de luta.

    Marcel : e isso tudo com os recursos de um 16 bits !

    Um abraço !

    ResponderExcluir
  5. Beat'm Up? Não esqueça de Battletoads, Final Fight 2 e Maximun Carnage. São tantos mas pra ficar em 3, já to mandando minhas sugestões, hehe

    Ps: Esqueci de comentar: Zerei Alien 3 esse ano. Me amarro demais nesse jogo, ainda pretendo zerar no hard um dia.. um dia... ¬¬ (mas acho que isso é coisa pro predador hehe)

    ResponderExcluir
  6. Parceria?
    http://retrodrivegames.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Claro, josé, vou te adicionar já !

    ResponderExcluir
  8. Gradius 3 não seria de nave??????

    ResponderExcluir
  9. Caceta, eu tinha perdido essa parte...

    Bom, plataforma é meu segundo gênero preferido (só perde para RPGs), portanto, muita coisa desse post eu joguei e ainda rejogo atualmente.

    Alien 3 deve ser o único que eu jamais consegui jogar muito, apesar de parecer muito promissora aquela exploração meio adventure do jogo!

    ps: nunca tinha visto a capa do Super Ghouls'n Ghosts uaheueahuae

    ResponderExcluir
  10. ola amigos e anigas vendemos video games brinquedos antigos dvds de novelas series novelas filmes etc ineteressado me add no face book ou mande email para dvdsantigos@hotmail.com
    http://www.facebook.com/dvdsraros.antigos

    ResponderExcluir
  11. Me disseram que o Marcel, 1 homem gordo e bobão, jogava Super Street Fighter II Turbo e só escolhia o Zangief, 1 lutador Russo, e perdia todas as lutas só pra ver o Zangief fazer: iê, iê, iê.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...